CÂMARA DO RIO CUSTA R$ 300 MILHÕES POR ANO AOS COFRES PÚBLICOS

by

A primeira eleição para a câmara municipal do Rio de Janeiro foi em 1567. Na época, doze vereadores eram escolhidos para exercer mandatos de um ano. Os políticos eram responsáveis pela administração urbana da cidade (abertura de ruas, secamento de pântanos e lagoas, etc.) e pelo combate ao crime. O salário? Apenas cera para fazer velas. Ganhar dinheiro pelos serviços prestados à população era considerado ofensa.

Hoje, o Estado do Rio possui mil vereadores, distribuídos em 92 câmaras municipais. Em outubro, mais de 15 mil pessoas disputarão cargos na esfera municipal do Poder Legislativo. No entanto, a necessidade de se ter uma câmara está em xeque. A maioria das leis aprovadas pelos vereadores não interfere positivamente na vida da cidade. Mudança de nome de praças e ruas e homenagens a ilustres personagens são os projetos mais corriqueiros aprovados pelos políticos. Além disso, o valor gasto com parlamentares é absurdo.

O orçamento para 2008 da Câmara do Rio é de quase R$ 300 milhões. Isso significa que cada um dos 50 vereadores da cidade custa cerca de R$ 6 milhões por ano aos cofres públicos. E não é só isso. Além destes números abusivos, ainda há gastos por debaixo dos panos. Ao analisar a prestação de contas dos exercícios de 2004 a 2006, o TCE-RJ constatou que 283 vereadores receberam remunerações acima dos limites legais. No total, são R$ 7 milhões que poderiam ser investidos em educação, saúde, segurança pública…

Marcelo Brüzzi

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: